Mário Cruz

“O National Geographic Exodus Aveiro Fest, realizado no início do mês de Dezembro, superou as minhas expectativas. O ambiente de proximidade criado entre a organização, os oradores e o público foi notável. Aliás, penso que o sucesso desta primeira edição se deve em muito a esse facto.

A diversidade de fotógrafos proporcionou uma troca de experiências verdadeiramente interessante e foi fácil perceber que quem assistiu às palestras ficou igualmente interessado em relatos de fotojornalismo como em relatos de aventura, descoberta de culturas e experiências sociais. Na verdade, eu próprio fiquei bastante surpreendido com toda a dinâmica do festival. Depois de ter participado no festival da Magnum em Birmingham e no festival Visa Pour L’Image em Perpignan fiquei verdadeiramente feliz por ver que o National Geographic Exodus Aveiro Fest conseguiu criar um novo modo de relação entre todos os intervenientes, mas também por promover o contacto directo entre os fotógrafos e a audiência.

Como orador fiquei particularmente satisfeito pelo feedback que recebi e por terem sido criadas as melhores condições para mostrar o meu trabalho. O sucesso alcançado e o painel de oradores convidados colocaram esta iniciativa como motivo de conversa internacional e de curiosidade para as futuras edições.Recebi e-mails de editores e fotógrafos internacionais com interesse em saber como era o festival. Esta curiosidade internacional aumentou com o decorrer da road trip. Acho que esta parte do festival foi essencial para o aprofundar da troca de experiências. O entusiasmo da equipa liderada pelo Bernardo Conde foi contagiante e a cidade de Aveiro foi uma lufada de ar fresco para a excessiva concentração de eventos em Lisboa e no Porto.

Estou certo que a segunda edição será igualmente bem-sucedida e que contará comigo desta vez no lado do público.”

Mário Cruz | National Geographic Exodus Aveiro Fest